Núcleo Acadêmico Simers

Área do sócio

Núcleo Acadêmico Simers

 

Primeiro final de semana do Trote Solidário mobiliza estudantes de medicina de 11 universidades Voltar

12 16:01:00/03/2018

Imagem Capa Post Núcleo Acadêmico SIMERS

Estudantes de medicina de 11 universidades em sete cidades deram início neste final de semana ao Trote Solidário do Simers. A maior campanha de substituição à violência nos ritos de recepção aos novos universitários no Rio Grande do Sul começou na sexta (09) e no sábado (10) em Porto Alegre, Canoas, Lajeado, Caxias do Sul, Passo Fundo, Novo Hamburgo e São Leopoldo.

Centenas de alunos representaram as instituições UFCSPA, UFRGS, PUCRS, Ulbra, Univates, UCS, UPF, IMED, UFFS, Feevale e Unisinos. Na sexta, eles doaram sangue nos hemocentros locais e, no sábado, arrecadaram alimentos não-perecíveis nos supermercados, mobilizando também a população das suas cidades.

ESTREIA - Em Novo Hamburgo e São Leopoldo, o Trote Solidário ocorreu pela primeira vez, após a recente inauguração dos cursos de medicina na Feevale e na Unisinos, respectivamente. A estudante do 2º semestre da Feevale Vanessa Becher sabe da importância de incentivar ações semelhantes na comunidade. “Nós, como acadêmicos de Medicina, precisamos doar e, com isso, incentivar que outras pessoas façam o mesmo”, explica.

Já Aline Faria Silveira compareceu ao Hemovida, em Novo Hamburgo, para fazer a sua primeira doação de sangue. “Todos os profissionais de saúde deveriam fazer disso um ato corriqueiro. É uma iniciativa muito importante e que salva vidas”, destaca. Opinião semelhante tem o estudante Nícolas Gazzoni Husek Wolff. “Sabemos que sempre falta sangue, principalmente do tipo O, então é necessário fazer isso sempre que possível”, recomenda.

Futuros médicos e população engajados

Além de mobilizar os futuros médicos, a iniciativa do Simers, por meio do seu Núcleo Acadêmico, engaja também a população. Ao colaborar com a campanha, a copeira Margarete elogiou a atitude dos estudantes de Medicina. “Ajudo sempre que possível. É importante esse tipo ação”, afirmou.

Acompanhando os estudantes, o voluntário do Banco de Alimentos Gabriel Reis enfatizou a importância do trabalho social ligado ao Trote Solidário. “Oferecer comida é o melhor jeito que podemos ajudar alguém. Todos deveriam ter consciência e se engajar em uma causa voluntária como esses acadêmicos estão fazendo hoje”, comenta.  

Em São Leopoldo, o clima de solidariedade e colaboração era o mesmo. “Vim aqui comprar alimentos para fazer um jantar beneficente. Me deparei com esses estudantes arrecadando doações e não pensei duas vezes em colaborar também”, revela o industriário Luiz Dorneles.

Próximas datas – Nos próximos finais de semana, as cidades de Santa Maria, Uruguaiana, Rio Grande e Pelotas sediarão o Trote Solidário do Simers. Confira a programação:

16 e 17/03

Santa Maria – UFSM e Unifra

Uruguaiana – Unipampa

23 e 24/03

Rio Grande – FURG

Pelotas – UCPel

13 e 14/04

Pelotas – UFPel

Sobre o Trote Solidário

Promovido pelo Simers desde 2008, o Trote Solidário é uma parceria com as universidades, bancos de sangue e Banco de Alimentos do Rio Grande do Sul. O objetivo é extinguir a violência e substituir o “trote sujo” por duas ações solidárias: a doação de sangue e a arrecadação de alimentos não-perecíveis e materiais de limpeza em supermercados.

Na edição de 2017, o Simers contabilizou 730 doações de sangue que beneficiaram aproximadamente 3 mil pessoas (cada bolsa pode ajudar até quatro pessoas). Além disso, foram arrecadadas mais de 35 toneladas de alimentos não-perecíveis, que foram encaminhadas para o Banco de Alimentos.

Campanha premiada

Em 2013, o Trote Solidário foi reconhecido com o prêmio TOP Ser Humano no Estado, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-RS). No ano seguinte, arrematou o TOP Ser Humano Nacional, da ABRH Brasil.

Loader

Fechar