Núcleo Acadêmico Simers

Área do sócio

Núcleo Acadêmico Simers

 

Com auditório lotado, NAS promove curso de diagnóstico por imagem Voltar

21 18:01:00/08/2017

Imagem Capa Post Núcleo Acadêmico SIMERS

Com o objetivo de oferecer uma oportunidade de aprofundamento teórico e prático na área, entre os dias 16 e 17 deste mês o Núcleo Acadêmico do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (NAS-SIMERS) promoveu curso de diagnóstico por imagem. Pensado para estudantes de medicina, o evento teve entre seus temas raio-X, ultrassonografia, tomografia computadoriza e ressonância magnética. 

Na abertura, a vice-presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, Maria Rita de Assis Brasil, destacou o trabalho feito pelo NAS, com um viés humanista – a exemplo do Trote Solidário. Ela lembrou ainda da importância de cursos como esse para a formação médica. “Antigamente, quase só tínhamos o raio-X como alternativa. Hoje, são inúmeras as opções oferecidas e é difícil abarcar tudo isso dentro da formação básica. Por isso, complementações como essa são essenciais”, ressaltou.

Na noite de quarta-feira (16), o primeiro palestrante foi o médico Ricardo Breigeiron, especialista em cirurgia do trauma, que falou sobre raio-X. Além de mostrar o passo a passo de como interpretar o exame, ele enfatizou que é fundamental conhecer o contexto clínico do paciente para fazer a análise.

Na sequência, o cirurgião geral Lourenço Dobrinsky falou sobre o uso do ultrassom em UTI de emergência. “Esse exame tem vários tipos de aplicação atualmente. Meu objetivo é focar em uma delas e poder trazer informações bem práticas para que vocês possam usar no estágio como doutorandos e nas práticas clínicas”, explicou.

Já na noite de quinta-feira (17), o especialista em radiologia Bruno Hochhegger trouxe uma abordagem sobre a tomografia computadorizada. “Ela tira o olho humano como definidor de uma estrutura, permite definir densidade por meio de escala”, esclareceu. Outro tópico abordado pelo médico foi a ressonância, que faz uso de campos magnéticos e ondas de rádio para oferecer uma fotografia tridimensional do corpo, ainda mais nítida.

Para o presidente do NAS, Gustavo Pesenatto, o curso foi uma oportunidade de reunir estudantes de diferentes faculdades e promover uma troca de conhecimentos. “Discutirmos caso a caso enquanto aprendemos e recapitulamos, como está sendo aqui, é a melhor forma de preparação que podemos ter”, comentou.

Loader

Fechar