Núcleo Acadêmico Simers

Área do sócio

Núcleo Acadêmico Simers

 

Encontro de lideranças do NAS promove troca de experiências Voltar

29 18:56:00/09/2016

Imagem Capa Post Núcleo Acadêmico SIMERS

A noite de quarta-feira marcou um momento histórico para o Núcleo Acadêmico SIMERS (NAS). Durante o evento de lideranças da entidade, os diretores acadêmicos recém-escolhidos puderam trocar ideias e experiências com aqueles que vivenciaram a criação e os primeiros anos do projeto.

Foi uma oportunidade para que aqueles que estão chegando pudessem entender a importância e o impacto que fazer parte do Núcleo pode ter em suas vidas, tanto pessoal quanto profissionalmente. A roda de conversa iniciou com as falas dos médicos André Wajner e Fernando Waldemar, hoje responsáveis pelo projeto.

“O NAS começou em 2007, por iniciativa do André, e esse encontro é uma inovação, nunca tinha acontecido, pelo menos nesse formato”, destacou Waldemar. Já o fundador do projeto aproveitou para dar as boas vindas aos novos integrantes e desejar que eles possam encontrar no SIMERS um espaço que ofereça toda a infraestrutura e apoio necessários.

Na sequência, sete médicos que fizeram parte da história do NAS contaram como foi essa passagem e que herança ela deixou: Raudi Fagundes, Pauline Elias Josende, Paula Leite Dutra, Julio Cezar Razera, Paulo Ricardo Cavinato, Fernanda Seganfredo e Willian Adami.

Cavinato, por exemplo, lembrou que sempre vinculou o conceito de um sindicato a algo ruim e restritivo. Ao entrar para o NAS e conhecer melhor o SIMERS, porém, percebeu que pode existir espaço para o diálogo e diferentes visões, mesmo em um espaço político como esse.

E por falar em política, Pauline fez questão de ressaltar o quanto aprendeu nessa área. Hoje, a dica da médica é aproveitar cada discussão e somar novos conhecimentos. “Faz a diferença e você vai ser reconhecido mais tarde, pode ter certeza”, aconselha.

Julio falou de outro importante legado do NAS: o Trote Solidário. Responsável pela ideia da campanha, que rendeu grande visibilidade ao Núcleo, ele relembra com emoção de toda a correria para organizar cada edição. “Esse ano eu fui ao mercado e estavam lá entregando panfleto e recolhendo alimentos. Foi aí que eu pude ver o outro lado e como faz a diferença”, destacou.

Os diretores atuais também aproveitaram a oportunidade para contar como é o funcionamento do projeto hoje em dia e quais são os principais desafios encontrados. Para finalizar o encontro, todos participaram de uma confraternização.

Loader

Fechar