Núcleo Acadêmico Simers

Área do sócio

Núcleo Acadêmico Simers

 

NAS: 3º Encontro Estadual debate prova da ANASEM Voltar

10 14:58:00/06/2016

Imagem Capa Post Núcleo Acadêmico SIMERS

O Núcleo Acadêmico do SIMERS (NAS) promoveu o 3º Encontro Estadual, no auditório da entidade médica, onde diversos assuntos foram discutidos e atividades de integração, junto às lideranças acadêmicas de várias faculdades de medicina do Estado, foram realizadas. Dentre os temas mais debatidos foi sobre a prova da Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (ANASEM). Os estudantes obtiveram mais esclarecimentos sobre o teste, que ocorre a partir de agosto.

O Encontro Estadual é um evento que acontece semestralmente, reunindo as lideranças acadêmicas de todas as regiões do Estado. Em todas as edições são abordados temas relevantes, com o intuito de atualizar e desenvolver mais o conhecimento dos estudantes de medicina. “É um momento muito importante, pois se trata de um dia de conhecimento, informação e união entre os alunos de medicina”, disse a presidente do NAS, Barbara Dalla Corte.

O tema mais polêmico do encontro foi à prova da ANASEM, agora obrigatória para terminar a graduação.  Apesar da troca do governo Federal, o Ministério da Educação confirmou que todos aqueles que ingressaram no curso de medicina a partir de 2015, serão obrigados a fazerem o teste da ANASEM. Aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Anísio Teixeira (Inesp), o teste será direcionado para alunos do segundo, quarto e sexto ano de curso. Em agosto, os graduandos do segundo ano farão a prova. Como muitos ainda estão em dúvida de como será o procedimento das avaliações, a diretoria do NAS, ao longo do encontro, informou a respeito. “A prova mostra que o governo não confia nas universidades de medicina, mas nossa função é, também, deixar os alunos de medicina a par dessas situações que envolvem a nossa profissão e a prova da ANASEM é uma delas. Buscamos, aqui, esclarecer aos alunos como está essa questão, ainda sem muitas explicações pelo governo”, explica o diretor do SIMERS, Fernando Waldemar.

O vice-presidente do NAS, Dimas Gramz, também explicou sobre a prova aos que estiveram no evento, afirmando que uma avaliação dessa relevância teria que ser elaborada com mais tempo.  “A criação desse teste foi algo muito emergencial. Nem sabemos os conteúdos que irão cair por total falta de esclarecimentos. Ainda está tudo obscuro e estamos quase em agosto”, reitera.
 
Palestra, debate e atividades de integração
O encontro também contou com um convidado especial para palestrar aos acadêmicos, como é de praxe. Desta vez, o palestrante foi o psiquiatra, Phd, autor de mais de 120 artigos científicos em revistas internacionais e do livro “ Temperamento Forte e Bipolaridade: dominando os altos e baixos do humor, Diogo Lara. O médico ministrou a palestra “Como Podemos Melhorar a Nossa Mente”, apresentando dados sobre os traumas de infância que podem desencadear suicídio e delitos de conduta no futuro, além de abordar soluções de tratamento para transtornos mentais. “Os fatores traumáticos são as maiores causas de fatores psiquiátricos. Então, a ideia é apresentar aos jovens que a saúde mental afeta milhões de pessoas, bem mais do que imaginamos, e apenas 14% procuram tratamento por causa do custo, prepotência e falta de tempo”, explica Lara.

Por conta dessas barreiras na busca de ajuda, Lara apresentou o site Código da mente, que seria um canal mais acessível, onde o paciente faria um autoconhecimento. “Não queremos que isso substitua a consulta presencial, mas que seja uma ferramenta aliada, pois é uma alternativa mais acessível para uma primeira avaliação”, esclarece. Logo depois da palestra aconteceu um debate sobre os assuntos tratados e na segunda parte do evento, as lideranças acadêmicas participaram de uma atividade de integração, onde discutiram eventuais problemas em suas respectivas regiões.

Loader

Fechar