Núcleo Acadêmico Simers

Área do sócio

Núcleo Acadêmico Simers

 

PUC recebe prêmio pelo Trote Solidário 2016 Voltar

03 11:28:00/06/2016

Imagem Capa Post Núcleo Acadêmico SIMERS

A Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul foi a grande vencedora do prêmio Trote Solidário 2016, promovido pelo Núcleo Acadêmico do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (NAS/SIMERS). A solenidade foi realizada na manhã desta sexta-feira (3), no prédio 12 da universidade. Os calouros da medicina da PUC foram considerados os mais engajados na doação de sangue e no cadastro da medula óssea. Os vencedores receberam troféus pela participação na atividade. 

“Isso reflete a característica que a gente vem dando aos nossos alunos que é a solidariedade. Ou seja, é uma marca bem forte da faculdade de medicina na tentativa de ajudar o próximo e isso a gente tenta fazer com que seja uma rotina dentro da faculdade junto dos alunos e professores”, destaca o professor e diretor da Faculdade de Medicina da PUC, Jefferson Braga Silva.

Já o Coordenador do Curso de Graduação de Medicina da PUC, Lucio Sarubbi Fillmann, ressalta o caráter humanista que a universidade dá aos alunos através das ações solidárias. “A PUC tem como parte do seu projeto institucional devolver à comunidade um pouco do conhecimento e do que é produzido aqui dentro valorizando o tipo de formação que queremos dar aos nossos alunos mostrando que o médico tem uma grande influência social”.

“O Trote Solidário acaba mostrando para o aluno do que realmente é o curso de medicina. É uma ação muito importante para os acadêmicos porque eles acabam tendo uma noção da comunidade de forma mais ampla. Sabemos da dificuldade de conseguir uma doação de medula e a PUC fez um grande trabalho de cadastro no Hemocentro, além das doações de sangue. Uma bolsa de sangue salva até quatro pessoas. Fiquei muito feliz pelo engajamento dos integrantes do NAS e dos alunos de medicina”, conclui a vice-presidente do NAS, Gisele Belloli.

O Trote Solidário consiste em duas atividades, realizadas em dias distintos: doação de sangue e arrecadação de alimentos. Na primeira etapa de 2016, foram oito cidades participantes (Porto Alegre, Canoas, Passo Fundo, Santa Maria, Pelotas, Rio Grande, Caxias do Sul e Lajeado), com a participação de 14 escolas médicas gaúchas. A campanha tem como objetivo mostrar o engajamento da comunidade na solidariedade convocada pelos futuros médicos. A iniciativa acabou com cenas violentas das recepções sujas.

A atividade ocorre desde 2008 e é uma parceria do NAS/SIMERS com as turmas de veteranos das faculdades de Medicina. O projeto venceu, em 2013, o prêmio TOP Ser Humano no Estado, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-RS), e, no ano seguinte, arrematou o TOP Ser Humano Nacional, da ABRH Brasil.
 

Loader

Fechar